Ano XIII | Edição 737 | 29 de Março de 2015

CULTURA

20 de Março de 2015

Show de Zeca Baleiro será dia 27 em Natal

noticia

Zeca Baleiro construiu uma carreira sólida, sempre surpreendendo público e crítica

O grande show do cantor e compositor maranhense Zeca Baleiro, apenas com voz e violão será no próximo dia 27, às 21h, no Teatro Riachuelo. Os ingressos custam: Balcão Nobre, R$ 140,00, Frisas, R$ 140,00, Camarotes, R$ 160,00, Plateia B, R$ 160,00, Plateia A, R160,00

O cantor e compositor maranhense Zeca Baleiro faz apresentação solo. Canções autorais e de seu repertório afetivo são valorizadas em arranjos acústicos e nem por isso menos contagiantes.

Neste formato, acompanhado apenas de seus violões, além de uma proximidade maior com o público, Baleiro tem mais liberdade e espaço para improvisos, garantindo boas surpresas ao longo do show.

"É um show que permite maior interação com o público, experimentar canções que normalmente não estão no repertório... Gosto muito", comenta Zeca Baleiro.

 

ZECA BALEIRO

Zeca Baleiro nasceu em 11 de abril de 1966 em São Luís do Maranhão. Seu primeiro disco ("Por Onde Andará Stephen Fry?") foi lançado em 1997. Desde então, lançou outros nove discos de inéditas, alguns projetos especiais e sete DVDs. Seu mais recente trabalho, "Calma Aí, Coração", foi lançado em CD e DVD em 2014, mesmo ano em que lançou seu primeiro álbum infantil, "Zoró [bichos esquisitos] Vol.1".

Artista multifacetado, Zeca Baleiro construiu uma carreira sólida, sempre surpreendendo público e crítica a cada trabalho. Com melodias certeiras, arranjos elaborados e poesia em alta voltagem, Baleiro apresenta sua espirituosa visão de mundo em canções originais. Além disso, tem se revelado sagaz intérprete de outros compositores e se envolvido com novas áreas, como o teatro e a literatura.

Em 2014, Zeca lançou seu segundo livro, "A Rede Idiota e outros textos", com artigos publicados na revista IstoÉ e no blog Questões Musicais, da revista piauí, além de textos publicados em diversos jornais e revistas e outros escritos especialmente para o livro. 

São Gonçalo comemora Dia Nacional da Poesia

noticias 20 de Março de 2015

O projeto visa promover a participação dos estudantes

Para comemorar o Dia Nacional da Poesia, a equipe da Biblioteca Pública Professora Josefa Maria Antunes Soares desenvolveu atividades literárias na manhã da última sexta-feira (13), com o tema Cantando e Recitando Poesias. O evento aconteceu na Praça Eliane Barros no Conjunto Amarante.

Exposições de poesias, cortejo e recitais foram algumas das atividades realizadas durante a solenidade que contou com o apoio da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, através da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação Cultural Dona Militana.

A cerimônia foi prestigiada pelo prefeito Jaime Calado, a deputada federal Zenaide Maia, o presidente da Câmara Municipal, Raimundo Mendes, os vereadores Edson Arcanjo - Nino, Eudócio Mota e Arlete Paiva, e os secretários Flávio Henrique (Cultura), Paulo Emídio (Habitação) e Marluce de Paula (Adjunta da Educação), além do empresário Kleiber Barbosa, presidente da CDL/São Gonçalo.

Segundo o coordenador da biblioteca, Dantas Monteiro, o projeto teve o objetivo de promover a participação dos estudantes da rede municipal e particular de ensino no universo da literatura, estimulando a prática da leitura como grande instrumento de desenvolvimento. "Estamos criando um espaço onde todos os envolvidos possam e tenham a oportunidade de apresentar seu potencial literário", disse.

 

Exposição EntrePeles reúne 19 fotos com trechos de quatro escritores potiguares

noticias 20 de Março de 2015

A exposição ocorrerá do dia 21 a 28 de março, no Mahalila Café e Livros

EntrePeles é uma exposição fotográfica que une corpo e poesia, buscando revelar aquilo que vai além das palavras.

O projeto é realizado por Gessyka Santos, produtora cultural e idealizadora da página Filhos da Arte, no Facebook, juntamente com o fotografo Well Ferreira e o patrocínio do Grupo For All.

A exposição conta com 19 fotos de poesia corpórea com trechos de quatro escritores potiguares: Gonzaga Neto, Guilherme Henrique, Ryan Medeiros e Brunno Soares. Além de expressar a poesia nos corpos, EntrePeles visa abrir espaço para esse tipo de arte e divulgar essa nova geração de poetas.

O evento ocorrerá do dia 21 a 28 de março, no Mahalila Café e Livros (Rua Doutora Nivea Madruga, Potilândia, Natal/RN - próximo ao DEART, UFRN), a partir das 17h. Em sua abertura (21/03) contará com a presença dos quatro poetas e um sarau ao ar livre. 

ESPETÁCULO NO TAM: Otávio Muller volta a Natal com "A vida sexual da mulher feia"

noticias 20 de Março de 2015

Otávio Muller representa Maricleide, a mulher feia

A peça "A vida sexual da mulher feia" chega a Natal para apresentações neste final de semana, dias 21 e 22 de março, no Teatro Alberto Maranhão. A comédia pop que narra o universo da mulher feia e suas descobertas, revelando que ser feia é tão somente uma questão de espírito, é encenada por Otávio Muller.

Ele dá vida à Maricleide, que goza de uma autocrítica impagável e não perde tempo em se indispor à ditadura da beleza. Baseado no livro homônimo de Claudia Tajes, o espetáculo não deixa nenhuma mulher ou homem imune à insegurança da personagem. Afinal, quanto mais se olha no espelho, mais imperfeições aparecem.

Com a crueza de um consultório de terapeuta, é possível acompanhar suas aventuras amorosas, primeiro beijo e primeira relação amorosa. O espetáculo será neste sábado e domingo, no Teatro Alberto Maranhão.  No sábado, o espetáculo será às 21h e no domingo, às 19h. Os ingressos custam: R$ 70 (Inteira) e R$ 35 (meia)

Em seu livro, Tajes criou uma protagonista sem rosto, não esmiuçou descrições físicas, não impôs uma caracterização isolada. Esse recurso facilita a identificação ampla e abrangente do público. 

Embarcando no sucesso do livro, o espetáculo agrada a todos - homens e mulheres, feios ou não. Afinal, todo homem já se sentiu o próprio Shrek algum dia e até a princesa mais linda já teve o seu dia de Feiosa. 

Quem nunca esteve acima do peso? Quem nunca se viu apavorado ao constatar os estragos feitos pelos hormônios da adolescência?

Ao acompanhar os relatos hilários do diário amoroso da personagem, a identificação é inevitável, o que faz com que a história se torne ainda mais engraçada. Afinal, tem coisa melhor do que rir de nós mesmos?

Não se trata da risada sádica, que segrega as formosas das horríveis e aponta o dedo para torturar, e sim da risada generosa e solidária, imbuída da reflexão e do combate aos condicionamentos.  No fim das contas, Marileide descobrirá que mulher feia não é uma questão de aparência e sim um estado de espírito. 

 

Projeto Seis e Meia retorna com show de Isaque Galvão e Virgínia Rodrigues

noticias 20 de Março de 2015

Isaque Galvão fará o show de abertura às 18h30

Após quase dois anos na geladeira, o projeto Seis e Meia está de volta aos palcos do RN. A reestreia da nova temporada acontece próximo dia 31 de março, tendo como atrações o cantor potiguar Isaque Galvão e a baiana Virgínia Rodrigues. O formato permanece o mesmo: o artista local abre a programação às 18h30 e esquenta o público para o convidado nacional. 

Com quatro discos lançados, Virgínia foi descoberta por Caetano Veloso em 1997 durante ensaio do Bando de Teatro Olodum, em Salvador. Sua música tem influência de música clássica, samba e jazz, ao mesmo tempo que suas letras fazem referências popular e lírica e a entes do candomblé e umbanda.

Mais conhecida no circuito internacional dos mais importantes festivais de jazz e world music do mundo, começou cantando em coros de igrejas católicas e protestantes. De origem humilde, a cantora transita entre o erudito e o popular. Seu primeiro álbum, "Sol Negro" (1997), teve músicas escolhidas por Caetano e contou com participações de Djavan, Gilberto Gil e Milton Nascimento.

Em 2008 lançou "Recomeço", onde versa sobre o amor dual. Como intérprete, esbanja ineditismo a clássicos recorrentes da música brasileira com seu canto camerístico que conferem um novo sentido a poesias de Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Tom Jobim.

 


A cantora Virginia Rodrigues sobe ao palco do TAM para a apresentar seu show 


JM